Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triângulo Tricotado

Triângulo Tricotado

2019

Ao longo da minha vida tenho tentado, muitas vezes sem grande sucesso, viver mais devagar e sobretudo de uma forma mais terra a terra. As mudanças não acontecem de um dia para o outro mas em 2019 mudei muitos dos meus hábitos e fiquei com vontade de mudar muitos mais. Aproximei-me mais daquilo que quero ser .

 

O que é que fiz?

- comecei a usar uma garrafa de água reutilizável de aço inoxidável. Antes, sempre que precisava de transportar água comigo comprava uma mini-garrafa de plástico que reutilizava mas que acabava no lixo passados poucos dias. A garrafa que comprei teve o seu custo mas vai durar muito tempo.

- comecei a destralhar a minha casa. Quando saí da casa dos meus pais e vim morar para esta casa, lembro-me de a conseguir limpar num abrir e fechar de olhos, sem qualquer dificuldade ou stress. Dei por mim, um dia, a ter dificuldade em manter a casa organizada e limpa. O que é que eu fiz? Comprei mais um armário. E sempre que isso aconteceu fui acrescentando mais uma caixa, móvel ou estante. Momentaneamente organizava-me melhor mas pouco tempo depois voltava ao mesmo problema. Estes dias que tive no Natal iniciei o destralhe do meu roupeiro, em alguns móveis da sala e na arrecadação. Doei as peças e objetos que estavam em boas condições e deitei fora tudo o resto. Em 2020 vou continuar a destralhar e neste ponto ainda tenho muito trabalho a fazer.

- do destralhe efetuado aproveitei alguns tecidos para reaproveitamento. Aprendi a fazer food wrap's (servem para guardar e transportar alimentos evitando o uso de sacos de plástico). Com tempo vou fazer mais food wrap's e assim eliminar todo o plástico que ainda tenho em casa.

- tive muitas dificuldades em me adaptar, quando faço compras, ao saquinho trazido de casa. No primeiro ano foi trágico e sempre que ia às compras tinha de comprar um saco. Este ano que passou isso nunca aconteceu. Neste momento é algo natural. Este ano, adquiri alguns saquinhos de pano que uso em vez dos saquinhos fininhos de plástico mas tenho um longo caminho pela frente.

- depois de várias experiências, descobri que a temperatura ideal do meu esquentador é 39º. Antes disso e durante vários anos esteve nos 45º e nunca me questionei porquê. Quando tomo banho não preciso de água fria para temperar a água, 39º é a temperatura ideal para mim, nem muito quente, nem muito fria. Para muita gente deve ser água a escaldar mas eu sou friorenta!

- reciclei mas sobretudo reutilizei tudo o que consegui.

- tentei ao máximo não comprar alimentos embalados. Não faz sentido comprar bananas embrulhadas em plástico, por exemplo. Sempre que há alternativa escolho alimentos embalados em vidro e depois reutilizo os frascos. Neste ponto tenho de melhorar bastante para o próximo ano.

- mudei de pasta de dentes, deixei as embalagens de plástico e passei a usar em embalagem de vidro. São mais caras mas duram muito, muito mais. Também já experimentei fazer a minha própria pasta de dentes mas ainda ando a tentar encontrar a receita perfeita. Também mudei a escova de dentes para uma escova de bambu.

- aprendi a fazer champô sólido e amaciador de cabelo. Anteriormente, já tinha aprendido a fazer sabonetes e desodorizante. Este ano deixei de uma vez por todas as embalagens de champô, amaciador e de gel de banho. O amaciador e os sabonetes já os faço, o champô sólido ainda tenho o que comprei na loja onde fiz o workshop. Tal como a pasta de dentes, é mais caro mas dura muito tempo, o que acaba por compensar. Quando terminar começarei a fazer o meu próprio champô. Deixei de usar creme corporal, neste momento para hidratar a pele uso óleo de amêndoa que funciona muito bem para mim. Na cara também deixei de usar creme e passei a usar de forma intercalada óleo de jojoba, argão ou de amêndoa.

sabonete.jpg

Sabonete de mel, curcuma e canela feito por mim

- troquei os esfregões de cozinha por algo mais ecológico e feito por mim. Uma solução perfeita e nada inferior ao que usava antigamente.

- partilhei mais. Quando iniciei o Triângulo Tricotado não sabia tricotar e mal sabia crochet e quando quis aprender deparei-me com muitos entraves. Ninguém partilhava nada e se perguntasse o mais provável era ficar sem resposta. Se não soubesse inglês não tinha conseguido saber o que sei hoje. Ainda hoje quando estou a tricotar uma peça penso nos termos em inglês e é bastante mais difícil para mim seguir um esquema em português do que um em inglês, isto pela quantidade de vídeos que assisti na época em estava a aprender. Foi por isso que criei o canal de Youtube, conforme tenha tempo vou fazendo vídeos a partilhando o que sei com pessoas que estão a fazer o mesmo caminho que eu. Gostava que o canal crescesse e saísse do tricot e do crochet, pelo que vídeos sobre cosmética natural ou receitas podem começar a surgir, assim tenha tempo.

Em 2019 desbravei um caminho que quero continuar a trilhar em 2020.

O pior é começar e essa parte já está!

 

 

3 comentários

Comentar post